Regras do Paraquedismo

Conheça quais são as regras para o Paraquedismo, quais equipamentos necessários, modalidades e voo livre, tudo que você precisa saber.

0
O que é Paraquedismo? O Paraquedismo é uma das formas de se praticar o voo livre. O esporte consiste em voar sem utilizar motores em seu equipamento, mas apenas as forças da natureza. Ele é conhecido como um esporte radical, sendo parapente o termo utilizado para denominar a aeronave empregada em sua prática.

A modalidade surgiu em 1978, na França, como uma maneira de melhorar a aterrissagem de paraquedistas. O maior evento do desporto é a Copa do Mundo de Paraglide, e a entidade internacional responsável por sua regulamentação é a Federação Aeronáutica Internacional (FAI).

É praticado tanto por homens quanto por mulheres, em espaços abertos e com grandes alturas, de forma profissional ou amadora. O paraquedas é fabricado em matérias como nylon e poliéster, bastante resistentes, leves e impermeabilizados.

Diferente do paraquedismo, o praticante do paraquedismo pode controlar a queda, torná-la mais demorada, além de determinar sua direção. Ele não cai, e sim voa; tem formato de asa, bem como possui uma envergadura grande em relação ao paraquedas.

Modalidades do Paraquedismo

As duas modalidades do esporte são os voos acrobáticos (acrobacias) e os voos de distância (cross country). Elas possuem as seguintes características:

  • Acrobacia: os pilotos dessa modalidade são avaliados com base nas manobras que realizam com o paraquedas. Quanto maior a dificuldade da manobra e a perfeição em que foi executada, mais pontos ela vale.
  • Cross country: conhecido também como XC, o objetivo é voar a maior distância que conseguir no menor tempo possível. É uma espécie de corrida, ou seja, vence quem chegar primeiro ao final.

Equipamentos e acessórios

  • GPS: serve para informar as coordenadas do piloto, bem como a velocidade e a altura em que se encontra.
  • Variômetro: é utilizado para informar sobre massas de ar, informando se são ascendentes ou descentes.
  • Paraquedas reserva: a fim de garantir a segurança do piloto, o paraquedas reserva é usado em situações de emergência nas quais o paraquedas é danificado.
  • Capacete: esse é um dos equipamentos obrigatórios que visa a proteção do praticante de paraquedismo, protegendo sua cabeça em caso de queda ou choque com objetos durante o voo.
  • Óculos de sol: deve possuir proteção UV para que a visão do piloto não seja afetada pelos raios solares.
  • Botas de voo: são fabricadas com proteção lateral para evitar que o piloto torça o tornozelo no momento do pouso.
Você pode gostar também