Regras do Judô: Golpes, história e todas as suas técnicas

Conheça mais sobre as Regras do Judô, quais são os equipamentos, principais golpes e suas táticas de combate.

0
O que é Judô? O Judô é uma arte marcial japonesa fundada em 1882 por Jigoro Kano. A modalidade foi incluída nos Jogos Olímpicos em 1964, na cidade de Tóquio, e é atualmente um dos maiores esportes de combate de todo o mundo.

Ele pode ser praticado por pessoas de ambos do sexo, e utiliza apenas o corpo como instrumento. Contudo, durante as competições, é necessário utilizar a vestimenta adequada para sua prática, o judogi. Ela é composta pelas seguintes peças:

  • Wagui (casaco);
  • Shitabaki (calça);
  • Obi (faixa).

Prática e objetivos do Judô

Nessa modalidade, o objetivo é o fortalecimento físico e espiritual e o aprendizado de técnicas de defesa pessoal.  A regulamentação da prática do judô é realizada pela Federação Internacional de Judô.

A luta consiste na utilização da força e do equilíbrio do adversário afim de derrubá-lo ou imobilizá-lo durante vários segundos. Os golpes acarretam pontos que, ao serem somados, determinam o vencedor.

Faixas do Judô

A arte marcial é mais uma das que utilizam o sistema de faixas coloridas para indicar a graduação de seus praticantes. Conforme seu desempenho melhora, ele troca de faixa. Porém existem regras sobre o tempo de permanência e a idade para a mudança de faixa.

As faixas são chamadas de kyu e dan, sendo que a primeira avança de forma decrescente e a segunda de forma crescente. A sequência é a seguinte:

  • 8º Kyu: Branca
  • 7º Kyu: Cinza
  • 6º Kyu: Azul
  • 5º Kyu: Amarela
  • 4º Kyu: Laranja
  • 3º Kyu: Verde
  • 2º Kyu: Roxa
  • 1º Kyu: Marrom
  • 1º a 5º Dan: Preta
  • 6º a 7º Dan: Vermelha e Branca
  • 9º e 10º Dan: Vermelha

Faixas do Judô

Regras do judô

  1. A área de competição é chamada de tatame, e deve medir de 14×14 metros até 16×16 metros. Ele é divido entre área de combate e área de segurança.
  2. A duração da luta é de exatamente cinco minutos. A cada pausa no combate, o árbitro para o cronômetro.
  3. Os golpes possuem três tipos de pontuação: ippon, wazari e yuko. O ippon corresponde a um ponto completo, o wazari a meio ponto e o yuko a um terço de ponto.
  4. Ao conseguir um ippon, o atleta finaliza o combate. Para isso, é preciso imobilizar o adversário por 25 segundos ou derrubá-lo de costas no chão. O lutador imobilizado pode anunciar verbalmente sua desistência, ou bater duas vezes no tatame.
  5. O wazari é um ippon cuja técnica não foi realizada com perfeição por conta de um elemento, ou quando o oponente é imobilizado por mais de 15 e menos de 20 segundos. Com dois wazari o atleta vence a luta.
  6. O yuko é quando é imobilização dura mais do que 10 e menos do que 15 segundos, ou quando dois elementos do ippon não são realizados com perfeição. Pode servir como critério de desempate ao fim da luta.
  7. Vence a luta atleta que obtiver mais pontos ao final de sua duração, ou aquele que executar um ippon.

Como amarrar a faixa do Judô

Como amarrar a faixa do Judô

Proibições e penalidades do Judô

A luta é interrompida pelo árbitro quando os judocas praticarem atos como: imobilizar o adversário utilizando sua cabeça ou pescoço; ficar apenas se esquivando; colocar os dedos por dentro da manga do quimono do oponente; entre outros. Essas ações causam advertências e até penalidades, sendo elas:

  • Shido: é uma advertência acumulativa. A cada dois shidos, o oponente recebe um yuko, a cada três um wazari, e a cada quatro um ippon.
  • Hansoku-Make: acarreta na desclassificação do lutador por ser considerada uma infração grave. Quatro shidos também são chamados de hansoku-make.
  • Chui e Keikoku: penalizações anteriormente utilizadas entre o shido e o hansoku-make, acarretavam em um wazari (keikoku) ou em um yuko (chui).
Você pode gostar também